Arquivo do mês: janeiro 2013

http://fdots.blogspot.com.br/2010/02/freaks.html

Retrato desbotado

Nasci há vinte e nove anos numa família linda e perfeita. Fui feliz até os doze anos. Mamãe tinha comigo uma doçura imensa e se desdobrava em dar amor e atenção. Meus irmãos, Tiago e Tamires, gêmeos, apesar de me

http://fdots.blogspot.com.br/2010/02/freaks.html

Retrato desbotado

Nasci há vinte e nove anos numa família linda e perfeita. Fui feliz até os doze anos. Mamãe tinha comigo uma doçura imensa e se desdobrava em dar amor e atenção. Meus irmãos, Tiago e Tamires, gêmeos, apesar de me

Brincar de Colorir

Brincar de colorir o dia que acabou de começar brincar de colorir os olhos que encontram encantados o mundo é agarrar o caderno da vida antes que o vento arranque suas folhas antes que um descuidado carimbe a capa com

Brincar de Colorir

Brincar de colorir o dia que acabou de começar brincar de colorir os olhos que encontram encantados o mundo é agarrar o caderno da vida antes que o vento arranque suas folhas antes que um descuidado carimbe a capa com

A hora mais clara antes do anoitecer

Defrag – ‘Nebu  Peça 189 — Branca De madrugada mato a saudade de minha vida. Choro de morder o travesseiro, por não ter tempo de melhorar. Choro de soluçar por não poder ter de novo Peça 178 — Ferrugem —

A hora mais clara antes do anoitecer

Defrag – ‘Nebu  Peça 189 — Branca De madrugada mato a saudade de minha vida. Choro de morder o travesseiro, por não ter tempo de melhorar. Choro de soluçar por não poder ter de novo Peça 178 — Ferrugem —

Pretensos Poeminhas de Amor – II

Receita para desencardir Joga bastante sabão Deixa a chuva cair E o passado vai soltando      Devagarzinho Indo embora   Despedida Foi deixada como quem vai pra casa cantando Sem pressa de chegar      Nem remorso Esperando na

Pretensos Poeminhas de Amor – II

Receita para desencardir Joga bastante sabão Deixa a chuva cair E o passado vai soltando      Devagarzinho Indo embora   Despedida Foi deixada como quem vai pra casa cantando Sem pressa de chegar      Nem remorso Esperando na

Onde morrer dá pé

  Deixaria crescer a unha do dedo mínimo depois levaria ao juiz um requerimento: – Não quero ser Maria João!   [Zaratustra sim é nome feio / Pra mim é xingamento / Na minha terra… ah, sei lá / Majô até

Onde morrer dá pé

  Deixaria crescer a unha do dedo mínimo depois levaria ao juiz um requerimento: – Não quero ser Maria João!   [Zaratustra sim é nome feio / Pra mim é xingamento / Na minha terra… ah, sei lá / Majô até

Levo comigo

… Quando pequeno sonhava voar por entre fios de alta tensão. Legítimo tesão infantil. Via o mundo de cima, distante, sem me importar. Levei daquelas noites a liberdade dos voos diários relembrados a cada amanhecer. Com pouco mais de um

Levo comigo

… Quando pequeno sonhava voar por entre fios de alta tensão. Legítimo tesão infantil. Via o mundo de cima, distante, sem me importar. Levei daquelas noites a liberdade dos voos diários relembrados a cada amanhecer. Com pouco mais de um

Cesta básica

Dez quilos de arroz. Do agulha, parborizado nem pensar!, é ruim demais, e pro integral eu nem olho. Tem que ser do branco, do lavado que dá menos trabalho. Serve a família toda, o mês todo, sábado e domingo, almoço

Cesta básica

Dez quilos de arroz. Do agulha, parborizado nem pensar!, é ruim demais, e pro integral eu nem olho. Tem que ser do branco, do lavado que dá menos trabalho. Serve a família toda, o mês todo, sábado e domingo, almoço