Arquivo do mês: junho 2014

A gaveta da redação

  Escrever um texto e não vê-lo publicado é uma frustração. Ainda mais quando dia sim e dia também ele se destaca à nossa vista, como que pedindo para virar público. Além dos meus próprios textos, dei para me sentir

A gaveta da redação

  Escrever um texto e não vê-lo publicado é uma frustração. Ainda mais quando dia sim e dia também ele se destaca à nossa vista, como que pedindo para virar público. Além dos meus próprios textos, dei para me sentir

A mulher nua

Havia uma mulher nua na esquina. Vi de relance. Vi quase não vendo nada. A mulher nua estava em uma esquina; eu, na outra. Nossas trajetórias se encontraram na mesma rua, uma linha reta, mas com o pouco que vi,

A mulher nua

Havia uma mulher nua na esquina. Vi de relance. Vi quase não vendo nada. A mulher nua estava em uma esquina; eu, na outra. Nossas trajetórias se encontraram na mesma rua, uma linha reta, mas com o pouco que vi,

Lindinha

  Ai! No frio tudo fica mais dolorido. Esta casa é frienta demais, hômi! Bati a unha na penteadeira, doeu até na alma. Preciso tampar aqueles buracos entre a parede e o telhado. É por ali que a friagem entra.

Lindinha

  Ai! No frio tudo fica mais dolorido. Esta casa é frienta demais, hômi! Bati a unha na penteadeira, doeu até na alma. Preciso tampar aqueles buracos entre a parede e o telhado. É por ali que a friagem entra.

Haicais cais

Onda, onda, tanto vai e vem no mar fazendo a ronda. ——————– No frio inverno árvore nua espera vestir primavera. Montanha branca de neve te enfrentar veloz na descida quanto louco se atreve!

Haicais cais

Onda, onda, tanto vai e vem no mar fazendo a ronda. ——————– No frio inverno árvore nua espera vestir primavera. Montanha branca de neve te enfrentar veloz na descida quanto louco se atreve!

Déjà vu

Ele acordou com o peito quente e ardendo, o pulso acelerado. Era outro pesadelo, uma variação daquelas cenas de perseguição, em que todos na cidade se transformavam em zumbis, lobisomens ou vampiros, como nos melhores (ou piores, a depender do

Déjà vu

Ele acordou com o peito quente e ardendo, o pulso acelerado. Era outro pesadelo, uma variação daquelas cenas de perseguição, em que todos na cidade se transformavam em zumbis, lobisomens ou vampiros, como nos melhores (ou piores, a depender do

#2 Teste do sofá?

  O que fiz levou tempo para ser feito. Eu não era a melhor amiga da internet, mas intuição feminina é melhor que conselho metereológico de mãe: a desdita assoprava que minha vida mudaria ali. Foi numa janelinha do Facebook,

#2 Teste do sofá?

  O que fiz levou tempo para ser feito. Eu não era a melhor amiga da internet, mas intuição feminina é melhor que conselho metereológico de mãe: a desdita assoprava que minha vida mudaria ali. Foi numa janelinha do Facebook,

“As três irmãs: Tudo seu”

Seu coração estava endurecido, nem mesmo percebera a própria mudança, não se reconhecia mais de outra forma e ali, parada na janela, não podia voltar atrás. Mas… voltar atrás? Também não sabia se essa era uma coisa capaz de fazer, tampouco entendia

“As três irmãs: Tudo seu”

Seu coração estava endurecido, nem mesmo percebera a própria mudança, não se reconhecia mais de outra forma e ali, parada na janela, não podia voltar atrás. Mas… voltar atrás? Também não sabia se essa era uma coisa capaz de fazer, tampouco entendia