Arquivos da categoria: Bia Bernardi

As três irmãs – O fim

De tudo, o que mais sentia falta era o cheiro, o ar que rodeava a cada um deles, a cada passo, e que agora tinha esquecido por inteiro, perdera o gosto das coisas, mas nada pior que perder os cheiros, não

As três irmãs – O fim

De tudo, o que mais sentia falta era o cheiro, o ar que rodeava a cada um deles, a cada passo, e que agora tinha esquecido por inteiro, perdera o gosto das coisas, mas nada pior que perder os cheiros, não

“As três irmãs” – Pó de feijão

Das memórias que ficaram, teve até tempo de fartura na vida, mas não como aquelas moças de família boa, que eram carnudas, roliças e tinham comida colorida na mesa, tipo mato e raiz fina, coisa que na terra seca do

“As três irmãs” – Pó de feijão

Das memórias que ficaram, teve até tempo de fartura na vida, mas não como aquelas moças de família boa, que eram carnudas, roliças e tinham comida colorida na mesa, tipo mato e raiz fina, coisa que na terra seca do

“As três irmãs” – Brancura de sol

Quando crescesse, ia querer ser moça letrada, sabia das leituras, como a avó tinha sido, sempre cheia de papéis, pessoas importantes ao redor e tudo mais que ela tinha visto na única vez que pôde estar perto da avó publicamente:

“As três irmãs” – Brancura de sol

Quando crescesse, ia querer ser moça letrada, sabia das leituras, como a avó tinha sido, sempre cheia de papéis, pessoas importantes ao redor e tudo mais que ela tinha visto na única vez que pôde estar perto da avó publicamente:

“As três irmãs” – O sangue e a sede

Lembra de quando suas brincadeiras passaram a ser na terra seca, todo o redor de sua casa. A mãe preferia que dormissem, pra não ter criança com tanta fome depois, com tanta sede que era de amargar os olhos e o

“As três irmãs” – O sangue e a sede

Lembra de quando suas brincadeiras passaram a ser na terra seca, todo o redor de sua casa. A mãe preferia que dormissem, pra não ter criança com tanta fome depois, com tanta sede que era de amargar os olhos e o

As três irmãs – Insossa

Ela nunca quis entender porque sempre vivera sozinha. Mesmo quando ainda com os pais, as irmãs, ficava no canto, olhando tudo e todos. Em seu redor parecia existir uma redoma que afastava o parentes. “Menininha sem graça”, escutava das bocas alheias

As três irmãs – Insossa

Ela nunca quis entender porque sempre vivera sozinha. Mesmo quando ainda com os pais, as irmãs, ficava no canto, olhando tudo e todos. Em seu redor parecia existir uma redoma que afastava o parentes. “Menininha sem graça”, escutava das bocas alheias

As três irmãs – O Sino

A tristeza que lhe abatia o peito soava com a dureza do sino da igreja matriz. Dureza que ecoava fundo, também. Longe do coração, ouvia risadas de crianças; mas as lembranças daqueles que as riam estavam perdidas logo atrás dos pontinhos brilhantes que observava

As três irmãs – O Sino

A tristeza que lhe abatia o peito soava com a dureza do sino da igreja matriz. Dureza que ecoava fundo, também. Longe do coração, ouvia risadas de crianças; mas as lembranças daqueles que as riam estavam perdidas logo atrás dos pontinhos brilhantes que observava

“As três irmãs: Tudo seu”

Seu coração estava endurecido, nem mesmo percebera a própria mudança, não se reconhecia mais de outra forma e ali, parada na janela, não podia voltar atrás. Mas… voltar atrás? Também não sabia se essa era uma coisa capaz de fazer, tampouco entendia

“As três irmãs: Tudo seu”

Seu coração estava endurecido, nem mesmo percebera a própria mudança, não se reconhecia mais de outra forma e ali, parada na janela, não podia voltar atrás. Mas… voltar atrás? Também não sabia se essa era uma coisa capaz de fazer, tampouco entendia