Posts Marcados: são paulo

O zen e a arte de tomar chuva

Não esqueça o guarda-chuva: é verão em São Paulo. Há tempos, porém, o kit de sobrevivência precisa ser um pouco mais caprichado. Pegue uma mochila. Ponha lá: bolachas, garrafa de água mineral, um livro de mais de 300 páginas, barrinha

O zen e a arte de tomar chuva

Não esqueça o guarda-chuva: é verão em São Paulo. Há tempos, porém, o kit de sobrevivência precisa ser um pouco mais caprichado. Pegue uma mochila. Ponha lá: bolachas, garrafa de água mineral, um livro de mais de 300 páginas, barrinha

Guerra de morte

Aquela barata enorme praticamente me obrigou, senhor. … Sim, eu estava sentada no banco reservado aos idosos. No terceiro vagão, do lado direito de quem entra pela segunda porta. Quando a porta fechava, ela fingia que ia para o outro

Guerra de morte

Aquela barata enorme praticamente me obrigou, senhor. … Sim, eu estava sentada no banco reservado aos idosos. No terceiro vagão, do lado direito de quem entra pela segunda porta. Quando a porta fechava, ela fingia que ia para o outro

Leo

Considero-me um cara da noite. A vida noturna, para mim, tem cor e sabor especial. Sou carioca de nascimento mas paulista de alma. Desde que me exilei nessa cidade fui aos poucos descobrindo suas sutilezas e belezas. Está certo que

Leo

Considero-me um cara da noite. A vida noturna, para mim, tem cor e sabor especial. Sou carioca de nascimento mas paulista de alma. Desde que me exilei nessa cidade fui aos poucos descobrindo suas sutilezas e belezas. Está certo que

Está chegando o 1º Sarau Coletivo Claraboia!

Será no dia 20 de outubro, próximo sábado, a partir das 16h, o 1º Sarau Coletivo Claraboia. Queremos confraternizar com leitores e amigos e promover um momento onde juntos iremos saborear  literatura. Venha participar! Para ler seu texto preferido (seja crônica, conto,

Está chegando o 1º Sarau Coletivo Claraboia!

Será no dia 20 de outubro, próximo sábado, a partir das 16h, o 1º Sarau Coletivo Claraboia. Queremos confraternizar com leitores e amigos e promover um momento onde juntos iremos saborear  literatura. Venha participar! Para ler seu texto preferido (seja crônica, conto,

Um céu sem mim

Os cachorros quando morrem vão para o céu? Fiz a pergunta no dia que o Bolinha morreu. Meu avô disse sim, enquanto enterrava o Bolinha debaixo do pé de jabuticaba no fundo do quintal. Como os vivos poderiam saber de

Um céu sem mim

Os cachorros quando morrem vão para o céu? Fiz a pergunta no dia que o Bolinha morreu. Meu avô disse sim, enquanto enterrava o Bolinha debaixo do pé de jabuticaba no fundo do quintal. Como os vivos poderiam saber de