Jo Ken Po

Jo Ken Po

 

Caique odiava jogar Jo Ken Po com João, seu irmão mais velho. E isso, pelo simples e óbvio motivo:

– Saiu das fraldas esses dias… e acha que pode ganhar de mim! Haha!

Era isso o que João dizia quando notava o esforço de Caique para vencê-lo. E sempre que isso estava perto de acontecer, ele dava um jeito de “adaptar” as regras e seguir campeão sobre o irmão caçula.

Mas, naquela manhã de inverno em que as luzes da aurora rasgavam as densas nuvens do amanhecer, Caique teve certeza de que havia chegado o seu grande dia.

– João, acorda! – ele chamou.

Como o outro só resmungava, sem a mínima vontade de sair da cama, Caique resolveu apelar:

– Vai, João, seu fraco, trapaceiro, levanta logo! Hoje eu quero ver você ganhar de mim no Jo Ken Po! Haha! – Esse “haha” saiu como o próprio João fazia para zombar dele.

Para um cavaleiro campeão, mesmo zumbisando de sono, um desafio como tal não poderia ser desprezado. Nunca! Onde ficaria a honra de João se não respondesse de imediato a afronta?

Pouco depois, os dois já se encaravam com ares medievais. Através da cortina translúcida, raios de sol entravam no quarto criando um contorno brilhante nas faces dos combatentes. Os olhos, vivos como os de águias; os punhos, rijos como patas de leão.

A batalha teve início.

– Jo Ken Po! – disseram os dois, com voz mais firme do que o necessário para um quase início de manhã…

– Jo Ken Po! JO KEN PO! JOOO KEEEN POOO!

Como Caique previra, estava mesmo num dia inspirado e logo abriu boa vantagem na batalha.

– Ah, então você acha que está com tudo hoje?! – zombou João. – Agora você vai ver… Jo Ken Po! – Ele mostrou a mão com os dedos apontando para o teto e movendo-se em ligeiras ondulações.

Caique, que havia colocado papel, sabia que o irmão já começava a trapacear.

– O meu fogo queima o seu papel! – declarou João. – Ganhei, haha!

– Ah, é?! – exclamou o caçula. – Então, olha só! Jo Ken Po!

Caique balançava o braço como uma cobra enquanto fazia chuuuuu… com a boca.

– Toma isto! – ele comemorou. – A minha mangueira de bombeiro apaga o seu fogo. Haha!

– Grande coisa… – zombou João. – Jo Ken Po, espada de samurai! Eu corto a sua mangueira!

– Ah, é?! Ah, é?! Jo Ken Po, chuva ácida! Eu derreto a sua espada!

– Então, toma: guarda-chuva de aço! A sua chuva não faz nada!

Visão de calor: derreto o seu guarda-chuva!

Espelho Mágico: reflito a sua visão de calor!

Pedrada do Hulk: quebro o seu espelho!

Chá de camomila: acalmo o seu Hulk!

Xícara quebrada: derramo o seu chá!

Cola superbonder: colo a xícara!

Orelhas de elfo!

“Quê?! Orelhas de elfo? O que tem a ver?”. É isso o que você deve estar se questionando, não?

Acontece que quem falou “orelhas de elfo” não foi o João nem o Caique, mas a mãe deles. Isso era antes das sete horas da manhã, de modo que a cara de sono da mulher não parecia nada amigável.

A melhor resposta achada pelos meninos para o “orelhas de elfo” da mãe foi: “ai, ai, ai…”, já que ela os puxava sem dó pelas orelhas.

Assim, Caique e João voltaram para suas camas, inconformados com o fim abrupto do combate. E as orelhas, verdade seja dita, ficaram mesmo como as de elfos após os belos puxões.

E mesmo tristonho por, mais uma vez, não ter ganhado do irmão, Caique precisava ainda dizer algo antes de voltar a dormir:

– João, fala aí, poder de mãe é imbatível, não é?

– Haha… – foi a resposta irônica.

 

 

Professor de Sala de Leitura em São Paulo, formado em Artes Plásticas e pós-graduado em História da Arte, Carlos Davissara realizou diversos cursos e oficinas na área de escrita, foi um dos colaboradores da Revista Literária Samizdat e, nos últimos anos, dedica-se exclusivamente à Literatura Infantojuvenil. Coordena um site especializado nesse segmento, chamado “MOLECA-MELECA E MOLEQUE-CHICLETE” (melecachiclete.blogspot.com.br). É um dos autores do livro “Dimensões.BR”, da Editora Andross, já publicou com o jornal literário “Relevo” e possui algumas classificações em concursos. Contato: carloseducador@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: