Feliz Ano Novo

champagne

Foto: cizauskas.

Todo início de ano é assim. Acordo lá pras dez da manhã de ressaca.  Calor insuportável. Vou ao banheiro da suíte, depois abro o frigobar. Tomo a água gelada no gargalo da garrafa. Isto, sim, desce redondo. A vontade é dormir durante todo o ano que se inicia. Cansei de tanta falsidade na noite anterior, principalmente da minha. Gostaria de nunca mais olhar para muitos que há poucas horas me desejaram feliz Ano Novo. Volto para a cama. Coloco o ventilador no máximo. Preciso neste ano instalar um ar condicionado. A fome aperta. Acordo a mulher pra ir fazer o café. Passo pela sala me desviando das pessoas que dormem nos colchões de ar. Não conheço um terço dos que estão ali. Convido primo, além da mulher e os cinco filhos, ele traz cunhados, sogra, cachorro, amante. Aos poucos os mortos vão se levantando de suas tumbas. Logo a cozinha está cheia. Mais aparições que só vejo nesta época.

– Feliz Ano Novo, primo!

De novo? Você já me desejou isto durante toda a noite.

– Feliz Ano Novo pra você também, Edu.

Torradas com manteiga, café com leite, bastante panetone. De barriga cheia volto a sorrir. Abasteço o freezer com cerveja. Tiro a carne pra descongelar. Da dispensa trago dois sacos de carvão. Assim como o Novo Ano, o churrasco vai recomeçar. Então vamos todos pra piscina se refrescar. A placa com o aviso é grande, espero que não mijem na água. Sempre rindo. Eu queria ter um terço da alegria desse povo que se contenta com pouco. Nooossa, como as sobrinhas da minha esposa cresceram.

Anúncios

Sobre Gláuber Soares

Gláuber Soares mora em São Paulo. Formou-se em Jornalismo, mas o seu maior erro foi comprar um All Star de cano alto e cor roxa pensando levar azul-marinho. Skatista calhorda, nos finais de semana é possível encontrá-lo no litoral sul, ao pé da serra do Mar, numa casinha verde, próxima do Rio Negro, à procura dos tons que não enxerga. Participou das coletâneas de contos: Abigail (2011), Dos Medos o Menor (2012) e A Arte de Enganar o Google (2013) – todas pela Terracota Editora. Em 2014, também pela Terracota, lança sua coletânea de contos Remédio Forte. Também bloga em glaubti.wordpress.com E-mail: glaubersoares@terra.com.br

  1. Sonia Nabarrete

    Texto delicioso para começar o ano.

  2. Você conseguiu descrever uma cena que é praticamente universal. Me identifiquei e dei boas risadas! Já comecei bem o ano!

  3. Adorei!! Situação prá lá de familiar e muito bem descrita!

  4. Fernando Rocha

    Gosto de textos que parecem com fotografias e o seu é um belo retrato deste móbile que continua a se mover.

  5. Eu ri e lembrei de um monte de gente que passa por isso kkkkkkkkkkkkkkkk muito legal, primo!

  6. Aline Viana

    Ver o ano novo sob a perspectiva do “dono” da casa foi bem interessante, rs
    Mas gostei muito desse personagem meio irônico que já começa a ver como o ano novo com outros olhos 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: