Pot-Pourri

Chapeuzinho Vermelho cumpria seu turno de garçonete no Ritz da Alameda Franca. Tentava carreira de modelo em São Paulo, mas precisava garantir a grana da faculdade.

Quando o bonitão passou pela porta giratória, foi direto falar com ela: “Ooh la la… apareceu o príncipe encantado! E nem é sexta-feira…”.

Ele sorriu confuso: “Príncipe encantado!?”.

“É! Aparece e desaparece, como por encanto…” provocou a garota, deixando à mostra uma tatuagem nas costas.

De lá foram para um pub. Do pub para uma temakeria. Depois tomaram café da manhã juntos e ele prometeu voltar na sexta.

“Parece até conto de fadas”, suspirou Chapeuzinho. Mas como era muito prática, aproveitou o dia livre para consultar Madame Cloe e seu baralho egípcio.

Madame Cloe acendia incensos quando Chapeuzinho chegou.

“Bom dia minha bruxa preferida!!”.

Madame abraçou a menina, disse que não dava pra beijar por causa do curativo no nariz. “Extração de verrugas a laser”, explicou ela já empilhando as cartas.

Chapeuzinho escolheu a primeira. Na segunda a mulher ficou tão séria que até espirrou.

“O safado é casado?” desesperou-se Chapeuzinho.

Madame Cloe explicou que as cartas não falavam sobre casamento, assim, de papel passado, mas apareciam quatro mulheres para o mesmo homem, e mostrou a carta com a figura de um príncipe no centro.

Chapeuzinho lembrou o que seu amigo Pinóquio havia contado na faculdade. Ele jurava ter visto o pretendente da amiga com mulher e filhos num retrato na coluna social. Mas ninguém botava fé no que ele dizia. Só que Madame Cloe… essa nunca errava!

Por isso Chapeuzinho investiu suas economias para contratar o melhor detetive da cidade, o Sr. Polegar Magalhães, que antes de ficar famoso adotava “Pequeno” como primeiro nome.

Diziam que era baixíssimo, mas que conseguia estar aqui e ali ao mesmo tempo, lá e acolá, acolá e mais adiante, até encontrar o que queria.

E assim foi. Em vinte e quatro horas o detetive entregava seu relatório final e conclusivo:

Senhor Príncipe Encantado de Tal e Silva é polígamo. Casou-se com quatro mulheres em histórias diferentes, mas cometeu a imprudência de trazer todas elas para morar em São Paulo. Possivelmente acreditando que jamais se encontrariam, tendo em vista seus perfis:

1) Bela Adormecida sofre de síndrome do pânico e fortes dores nas costas, nunca sai de casa.

2) Rapunzel tem transtorno “bipolar” e muda de cabelo a toda hora, nem o marido a reconhece mais.

3) Cinderela é obsessiva-compulsiva e passa os dias organizando sapatos no closet.

4) Branca de Neve, depois que acreditou num espelho sedutor, ficou tão vaidosa, que evita os raios solares de dia e não sai de casa à noite em nome do sono da beleza.

Chapeuzinho que estava decidida a terminar tudo com o polígamo por email mesmo, sentiu pena dele.

Esperou a sexta-feira e contou que sabia de tudo. Disse que estava a disposta a perdoar e muitos blás.

Depois concluiu que um príncipe encantado como ele merecia um final feliz. Com ela, é claro!

Ele que já era um Príncipe escaldado desapareceu no mundo antes dela completar a última frase.

Enquanto isso, no 3º DP do Jardins, um homem de estatura pequena e pés descalços tentava alcançar a mesa do escrivão de polícia para registrar um boletim de ocorrência.

– Objeto do furto, senhor?

– Minhas botas sete léguas.

Anúncios

  1. Muito bom!! Que trauma hein príncipe? Ohloko! kkkkkkk Mandou bem Dê!

  2. Bom, se até princesas encantadas vão ao psicanalista… Quem dirá eu? Rs… – Adorei e adoro tudo o que sai da sua mente inventiva … Baaj!

  3. Roberta

    Jesusssss….fsrsrrsrssrrsrsss

  4. concordo, Rô, só chamando Ele!
    beijoca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: