Em um caderno de capa de coador de café,

copiei mais de mil poemas:
Recurso para toda situação.

O primeiro faria um sorriso te encher a cara,
Mas o ducentésimo terceiro te deixaria triste, muito triste, mais que triste.

Havia versos que eram convites:
Setenta e dois para sexo ao meio-dia,
Trezentos e catorze para a paz a qualquer hora,
Dezoito para uma festa de São Patrício e um
Haicai para o luto de nosso futuro cão.

Procuro e não encontro
a poesia necessária
para pedir-te que sigas comigo até o jardim
e ali, com amigos e beija-flores,
celebremos o azul do sol
e a luz desse amor preto-e-branco.

Fotografia de Carlos Nyland

[Fotografia de Carlos Nyland]

Anúncios

Sobre Sheila Boesel

SHEILA BOESEL nasceu em 1976, em Santa Cruz do Sul (RS). Formada em jornalismo, trabalha com escritos, sejam próprios ou encomendados. Mudou-se para São Paulo em 2008, mas ainda estranha quase tudo. Gosta de histórias desde a encarnação em que foi traça e, se lembrasse as aventuras que vive enquanto dorme, possivelmente iria tentar a sorte em Bollywood.

  1. Marcus Zittei

    lindo!!!! lindo !!!!!

  2. Sidnéia

    Muito chique!!!

  3. Aline Viana

    Lindo e cheio de imagens poderosas! Parabéns, moça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: