Arquivo do mês: julho 2013

Paralelamente

7 a.m. Acorda se espreguiçando. Ainda deitado, enquanto tira o pijama, joga o cobertor para o lado. Levanta esfregando os olhos, escova o dente ao mesmo tempo que troca, desajeitado, de roupa. 7:07 Poe água e leite para esquentar, passa

Paralelamente

7 a.m. Acorda se espreguiçando. Ainda deitado, enquanto tira o pijama, joga o cobertor para o lado. Levanta esfregando os olhos, escova o dente ao mesmo tempo que troca, desajeitado, de roupa. 7:07 Poe água e leite para esquentar, passa

Igreja à noite por George Hodan

Comida quente

Não sei o que me espantava mais: o travesti mostrando os seios ou a existência dum inferninho naquela cidadezinha. Era engraçado até: se olhasse pela janela do lugar, veria a torre da Matriz. Porque não fui pro hotel ao invés

Igreja à noite por George Hodan

Comida quente

Não sei o que me espantava mais: o travesti mostrando os seios ou a existência dum inferninho naquela cidadezinha. Era engraçado até: se olhasse pela janela do lugar, veria a torre da Matriz. Porque não fui pro hotel ao invés

carta para minha casa

fui até você no instante em que senti o cheiro da grama cortada. aí de casa, hoje salivei saudades. quase duas semanas você fechada. há abstinência aguda em nós pela falta uma da outra! pela a falta em remexer os

carta para minha casa

fui até você no instante em que senti o cheiro da grama cortada. aí de casa, hoje salivei saudades. quase duas semanas você fechada. há abstinência aguda em nós pela falta uma da outra! pela a falta em remexer os

Manhãs em migalhas

Só por hoje Rasgarei meu peito E arrancarei flores de vidro, pássaros de origami e velhas mágoas Picaretas dançam entre minhas vértebras E eu toco calma a flauta de MAIAKÓVSKI Nunca acreditei que gangrenas devorariam meu corpo Pedaços de sorrisos

Manhãs em migalhas

Só por hoje Rasgarei meu peito E arrancarei flores de vidro, pássaros de origami e velhas mágoas Picaretas dançam entre minhas vértebras E eu toco calma a flauta de MAIAKÓVSKI Nunca acreditei que gangrenas devorariam meu corpo Pedaços de sorrisos

Amor de Lugar-Comum

Sol de verão. Areia escaldante. Praia de Pitangueiras. Numa linda manhã de Domingo. Uma agradável surpresa. Foi amor à primeira vista. A garota dourada tinha corpo de violão. Ele, moreno jambo, porte atlético. Saíram faíscas quando seus olhos se encontraram.

Amor de Lugar-Comum

Sol de verão. Areia escaldante. Praia de Pitangueiras. Numa linda manhã de Domingo. Uma agradável surpresa. Foi amor à primeira vista. A garota dourada tinha corpo de violão. Ele, moreno jambo, porte atlético. Saíram faíscas quando seus olhos se encontraram.

Por um triz

Da mesa de dois lugares, ela só ocupava um. Do lado de fora, no canto da calçada, ela assistia ao vem e vai do fim de tarde. Olhou no celular. Faltava exatamente dez para as cinco. Um vento pequeno passou

Por um triz

Da mesa de dois lugares, ela só ocupava um. Do lado de fora, no canto da calçada, ela assistia ao vem e vai do fim de tarde. Olhou no celular. Faltava exatamente dez para as cinco. Um vento pequeno passou

O jogo

O jogo iniciava novamente. Toda a preparação, inspiração, conhecimento do inimigo era algo que excitava. A expectativa do novo, da descoberta, da manipulação era algo que sempre deliciava. A caracterização, a atuação também me deixava a cada dia mais admirada

O jogo

O jogo iniciava novamente. Toda a preparação, inspiração, conhecimento do inimigo era algo que excitava. A expectativa do novo, da descoberta, da manipulação era algo que sempre deliciava. A caracterização, a atuação também me deixava a cada dia mais admirada