Amor Clarístico

Catedral Santa Clara de Asis - Cuba Fotografia: Luis Alveart

Catedral Santa Clara de Asis – Cuba
Fotografia: Luis Alveart

Agora vou te amar como Clara amou Francisco.

Ficar de longe imitando seus gestos,

sem fazer ruído.
 

Agora vou te amar assim com aquela singeleza,

com aquela beleza; presteza de amor-irmão.

Agora vou falar de você

como Clara falava de seu Irmão Sol!
 

Com tamanha emoção que parecia amor romântico…

Com tamanha satisfação que parecia desejo…

Com tanto coração que parecia carnal…
 

Agora vou deixar de amar você como gente comum.

Vou amá-lo direito: amor Crístico.
 

Vou rezar para seus dias serem fáceis de “matar”.

Vou escrever poesias

de acalentar e de amainar dores:

físicas ou espirituais.
 

Escreverei orações também!

Todas elas serão sinceramente ingênuas.

Mas todas o são não é verdade?
 

Agora vou amar você feito Clara amou Francisco.

Não adotarei seu sobrenome,

mas a poesia sim:

seguirei os tons leves,

graves,

os versos compassados,

a ironia arguta,

os conceitos violentos…
 

Serei sua Clara de Assis.

Sua irmã amorosa…

A criada da poesia.
 

Solineide Maria de Oliveira nasceu em Itabuna, onde começou a escrever versos tímidos, inseguros, infantes. Da luta estudantil, herdou um pouco de coragem e seguiu escrevendo. Em 1998, participou de muitos saraus e chás com letras como Membro do Clube dos Poetas Sul Bahia de Itabuna, quando foi convidada, por Demóstenes Almeida, poeta e amigo, a participar de uma antologia de dez poetas grapiúnas que levou o nome de Antologia dos Dez. Dois anos mais tarde, participou da Antologia dos Poetas Vivos, com organização de outro poetamigo, Donaciano Macedo. Em São Paulo, onde viveu sete anos, participou das edições da Antologia Caleidoscópio de 2004, 2005 e 2007 pela Editora Olho D’água. Conheceu o Professor Dr. Gabriel Perissé, naquela época, Coordenador do Projeto Mosaico Escola de Escritores, numa casa na Vila Madalena, ainda em São Paulo. Ele se torna um incentivador querido do seu fazer poético. Nas reuniões que aconteciam às terças e quintas-feiras, regadas com literatura e amizade, conhece poetas-pessoas que permanecerão em sua vida: Antônio Draetta, Deise Assumpção, Paula Faraone, Simone Paulino, Rogério Guimarães, Márcia Olivieri e outros. É graduada em Letras pela Universidade Estadual de Santa Cruz e Pós-graduanda em Formação Docente e Tutoria em Ead. Seu livro mais recente chama-se ALI LONGE NO MAR, lançado pela Editora Scortecci (de São Paulo) em 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: