Leo

Considero-me um cara da noite. A vida noturna, para mim, tem cor e sabor especial. Sou carioca de nascimento mas paulista de alma. Desde que me exilei nessa cidade fui aos poucos descobrindo suas sutilezas e belezas. Está certo que não é a beleza natural que encontramos na cidade do Rio de Janeiro. Aquilo tudo é um verdadeiro cartão postal. São Paulo é aquele famoso caso de se interessar por uma mulher feia, sem maiores atrativos, mas que na convivência diária, vamos descobrindo seus encantos, suas virtudes, sua beleza atípica. E quando menos esperamos, estamos completamente apaixonados por ela. A vida agitada, frenética e caótica de São Paulo é minha cara! E hoje, já me sinto um paulistano genuíno. Uma das coisas que mais prazer me dá, é, ao sair do trabalho, caminhar.
Não perco tempo me arrochando nos metrôs ou ônibus no horário de rush! Gosto de andar pelas ruas. Circular pelas entranhas urbanas desvendando seus mistérios e ouvindo muitas histórias. Aliás, se tem uma coisa que me dá um prazer danado, é ouvir histórias. E todo ser humano é uma riqueza ambulante nesse quesito. Sempre que desço a Rua Augusta sentido centro, capto diálogos incríveis! E isso, lógico, serve de material denso para minhas histórias. Ah! Vocês ainda não sabem não é mesmo? Vou começar do início.
Meu nome é Leocádio Neves (oh nome filho da puta!), mas, por favor, podem de chamar apenas por Leo. Sou formado em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO). Fiz estágio num escritório de direito e odiei. Consegui depois um emprego como estagiário na Biblioteca Nacional e lá, descobri minha vocação para pesquisas históricas e de cunho geral além de me descobrir escritor. Sim meus leitores! Sou um escritor nas horas vagas. Essa é apenas uma de minhas facetas. Outra coisa que descobri trabalhando na BN foi que tenho espírito de Sherlock Holmes. Adoro um desafio e provar que sempre tenho razão. Principalmente quando me atrevo a investigar coisas por conta própria. Fiz um curso à distância pelo D.N.I. (Departamento Nacional de Investigação) que me ajudou a apurar meus dotes naturais. Já ajudei a polícia a solucionar vários casos cabeludos e foi exatamente por conta de um desses que me ferrei. Mas isso é outra história! Mais tarde falo sobre ela.
Tem vários locais que me agradam passar algumas horas captando cenas, insights etc. Um deles é o Café Vermont, na Vieira de Carvalho. Além da frequência variada que aparece por lá, o pessoal que ali trabalha é de uma simpatia sem igual. Sinto-me em casa. Outro lugar que também sempre dou uma passada e aprecio aquele café gostoso, é o Café Floresta, no condomínio Copan, na Avenida Ipiranga. Sempre que posso me encontro com alguns camaradas meus que trabalham na Biblioteca Mario de Andrade, que é outro reduto sagrado para mim. Atualmente trabalho numa biblioteca escolar de um colégio tradicional. Gosto do ambiente. Gente jovem, meninada cheia de vida. Algumas chatinhas, mimadas, mas no geral, sangue bom! Quando fiquei desempregado há um ano, bateu desespero e quando me falaram dessa vaga, fiquei um pouco ressabiado. Afinal, como a maioria dos profissionais da minha área, o bibliotecário escolar é considerado algo menor. Compreende? Questão de status. Mas como a grana estava acabando e as contas se juntando, decidi encarar. Não me arrependo! Ambiente descontraído, pessoais legais, tempo para fazer meu serviço e também para escrever, pesquisar e…investigar! Atualmente estou no encalço de algo grande, pesado. Mas isso é outra história! Mais tarde falo sobre ela.

Anúncios

Sobre Roseli Pedroso

Roseli Pedroso nasceu em 1963, em Osasco (SP). Bacharelada em Biblioteconomia pela FESPSP, é bibliotecária escolar. Viver entre livros e palavras é sua grande paixão. Em 2011, participou pela primeira vez em uma antologia de contos Abigail, publicada pela editora Terracota. Também participa das coletâneas Corda Bamba e Ocultos Buracos, ambas da Pastelaria Studio, de Portugal. Colabora no site: http://melecachiclete.blogspot.com.br/ Seus blogs: http://bibliotequiceseafins.blogspot.com http://sonhosmelodias.blogspot.com

  1. Isso é o início de uma grande história …. parabéns …

  2. Leocádio deixa as coisas pra depois… Azar o meu! Gosto das referências aos pontos prediletos na cidade. Parabéns pela primeira página.

  3. Gostei da voz do narrador. Ficarei esperando os próximos capítulos!!!

  4. Eita que aí vem um caldo booooom demais!

  5. Maysa

    Rose,
    De novo… me deixou com vontade, quero mais! Volta Léo! Volta! Estou esperando. beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: