Canja de galinha não faz mal a ninguém

Foto: Dreamstime

Antes de dormir, tenha sempre um chá quentinho e um gibi à mão. Camomila ou boldo, baixinhas-gorduchas-dentuças ou pato-rico-mão-de-vaca, não importa. O chá vem como acompanhamento ao gibi; e o gibi, como um mantra. Depois de terminar chá e leitura, permaneça sentado, respire fundo três vezes e, ao soltar o ar, permita-se rir mais uma vez de tudo o que acabou de ler. E então vá sonhar.

Logo após o susto desgraçado que você vai levar por conta do alarme do seu despertador, pule da cama sem meias no chão gelado, faça dez polichinelos e diga bom-dia a si mesmo. Quando o arrependimento bater – e isso deverá ser muito rápido -, pegue uma toalha e tome um banho bem quente. Aproveite a disposição e vista a roupa que mais lhe agrada, independente do tempo que estiver fazendo. Apenas lembre-se de carregar consigo uma blusa.

Não faça do ônibus um martírio. Mentalize: se vier lotado, é porque precisa de contato e calor humano; se estiver vazio, será um precioso momento de reflexão. E carregue sempre um bom livro à tiracolo, um clássico, o do amigo, um best-seller, tanto faz!, mas não deixe sua cabeça parada por muito tempo, ponha-a para funcionar, dê vazão às idéias.

Se o seu trabalho não é bem aquele que sempre desejou, inverta a situação: faça-o porque sabe fazê-lo, não porque mandaram. Se for preciso, espalhe post-its com piadas bobas, cole adesivos de jogador de futebol no computador e troque de mousepad. E para casos de emergência, guarde um chocolatinho na gaveta.

Tenha a plena consciência de que o almoço é uma hora sagrada e deixe de lado celulares, facebooks e comentários maldosos sobre o chefe. Se for para reclamar, reclame do dia se estiver muito quente, ou de ter esquecido o guarda-chuva se estiver chovendo. Mantenha a dieta, mas sem peso na consciência ou punições. Brinque com as cores no seu prato, alface, cenoura, tomate, beterraba, palmito, milho, um grelhado e não esqueça de esconder umas batatas fritas embaixo das verduras.

Não pense que o relógio é seu inimigo e que faz força pro ponteiro da hora não andar. O coitado não tem culpa, só quer mostrar quanto tempo ainda falta para você ser competente e se concentrar no que tem de ser feito. Enquanto ele diz está quase, está quase, você entende to me arrastando, to me arrastando… Ele até pode ser seu Vingador, mas uma hora será seu Mestre dos magos.

No caminho de volta, procure não xingar o motorista da condução, nem mesmo babar no vidro de tanto dormir. Sempre tem aquele amigo que há tempos você não fala, um vizinho que faz aniversário, uma tia que operou da vesícula; então pegue o telefone e ligue para eles. E se sobrar tempo, lembre de tudo o que tiver na geladeira e vá elaborando o cardápio da janta, começando pela entrada, salada, depois prato quente, guarnição, sobremesa e bebidas. Se sobrar, guarde um pouco de mistura para mim…

Não jante de qualquer jeito – mastigando mal feito um morto de fome -, prefira cozinhar a pedir pizza e, ao sentar para comer, garanta que tevê e rádio estejam desligados. Use esse momento a seu favor para conversar com seus filhos, pais, irmãos ou seu ego interior mesmo. Discuta relação, dê bronca, elogie, faça finalmente algo de útil! Dê atenção ao sabor do miojo com requeijão, ao suco de pozinho e aprecie as companhias que estiverem ao seu redor, ainda que sejam somente a pimenta e o queijo ralado.

Bem, e se nada disso estiver funcionando até então para lhe dar um dia bom e fazer com que você chegue em casa disposto a rir da cena patética da vilã da novela das oito, antes de fazer qualquer outra coisa, vá regar as plantas, arrancar as folhas secas e admirar as flores que estão brotando. Dê atenção ao seu gato, peixe, periquito, cachorro, tartaruga, hamster ou a seja lá o que tiver como pet. E se não tiver plantas ou pets, providencie um dos dois. Imediatamente.

 E lembre-se: antes de dormir, tenha sempre um chá quentinho e um gibi à mão.

Anúncios

Sobre Bia Bernardi

Bia Bernardi é escritora e gosta de ler livros de temas diversos, adora música, pra dançar ou só ouvir, e gosta de estar com quem gosta.

  1. Adorei o seu texto. É uma verve alegre que me encanta. Claro, vou divulgá-lo.
    Um grande abraço.

  2. Gostei, Bioca!!
    Gostei ….

    É literatura!!!!!

  3. Bia precisamos de tão pouco para sermos felizes não? Adorei sua viagem pelas coisas simples da vida que nos alegram e nos enriquece. Boa literatura, boas dicas de qualidade de vida que faltam nos dias atuais. Bjs

  4. Muito divertido, Bia. Gostei do seu tom neste texto, sempre se reinventando.

  5. José Carlos Malafaia

    Chá de boldo e um gibi da Mafalda. Bela escrita, Bia. Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: