Curto-circuito

Tudo o que precisava naquele momento era que parasse de doer a cabeça. Desde o instante em que passei a enxergar focos de pequenas luzes e pouco a pouco minha vista escureceu, vi que algo muito errado acontecia. Tinha vontade de chamar aquele senhor que estava ao meu lado, no entanto, minha voz não saía. Tive ímpetos de me virar e buscar, através de gesticulação, alguma ajuda aos inúmeros jovens que por ali conversavam animadamente. No entanto a rigidez tomou conta de todo meu ser. Parecia que a única coisa que ainda se mantinha viva e funcionando era meu cérebro. Só que esse não tinha comando algum sobre o resto do corpo. No desespero, levantei num único movimento e sai rumo a lugar nenhum. Precisava de ar, precisava oxigenar meu cérebro para, quem sabe, voltar ao normal. Um suor gelado emergiu por toda minha pele. Escorria feito larvas deixando marcas e gotas por onde passava. Minha língua tornou-se ácida, árida, seca. Meus olhos ardiam e lágrimas começaram a brotar. Uma tontura tirou o prumo que ainda me sustentava. Cambaleei até um banco próximo, e caí feito um fardo. Tudo o mais ocorreu rápido demais para entender a gravidade.
De nada me lembro.
Acordo.
Encontro-me num leito estranho num quarto que não é meu. Cheia de fios por todo o corpo, tento levantar. Meu corpo não obedece. Uma enfermeira entra, tento perguntar o que aconteceu. Nenhum músculo do rosto se mexe. Nenhum som sai de minha boca. O desespero toma conta. A enfermeira percebe minha agonia e chama o médico que, me examinando, aplica um sedativo e novamente retorno ao mundo dos sonhos. Só que esses sonhos são estáticos, sem ação.
Simplesmente fico off.
Sinto-me num imenso aquário.
Acho que tive um curto, circuito.
Bip!Bip!Bip!Bip!

Anúncios

Sobre Roseli Pedroso

Roseli Pedroso nasceu em 1963, em Osasco (SP). Bacharelada em Biblioteconomia pela FESPSP, é bibliotecária escolar. Viver entre livros e palavras é sua grande paixão. Em 2011, participou pela primeira vez em uma antologia de contos Abigail, publicada pela editora Terracota. Também participa das coletâneas Corda Bamba e Ocultos Buracos, ambas da Pastelaria Studio, de Portugal. Colabora no site: http://melecachiclete.blogspot.com.br/ Seus blogs: http://bibliotequiceseafins.blogspot.com http://sonhosmelodias.blogspot.com

  1. Uau!! Como diria Elba ramalho, “Pânico, terror e aflição!”
    Meu Deus… do nada tudo começa e do nada tudo se acaba… Socorro!, onde vamos parar????
    Parabéns pela grande estréia, Roseli!!

  2. Obrigada Bia pela força, pela energia e garra que o grupo todo está nessa empreitada! É nóis!

  3. Parabéns pela estréia, Roseli. Que situação! Boa descrição dos detalhes.
    Esperamos o próximo.
    Abraços,

  4. obrigada pelo convite roseli. beijos, pedrita

  5. Querida Claraboia!!!
    Muito bom!!!

  6. Roseli, ai que eu me vi neste teu leito. Dor de cabeca, enxaqueca, talvez algo mais…luzes…sem acao.
    Parabéns pela escrita.

    Um grande beijo

    • Georgia querida! É um privilégio receber alguém do outro lado do Atlântico a nos dar essa força! Só mesmo a internet para nos unir assim. Obrigada pela visita e comentário. Bjs

  7. Parabéns Rose! Bela estréia …. continue … eu adorei!!!!!
    Bjusss,
    Clausia Mara

  8. Maysa Barbosa de Aguiar

    Rose,
    Delícia de texto!
    Parafraseando…”acho que tive um curto, circuito.” Retive a respiração em alguns momentos!
    Fiquei com um gosto de… Quero mais!!!!
    Torço por você. Sucesso!
    Com certeza seu sucesso será nossa alegria, dupla, por você e nós que teremos mais com que nos deliciar.
    Grande beijo!

  9. Roseli,muito interessante sua capacidade de transmitir um sentimento que é muito sútil,ou seja este que você descreve acima,quando sofri os três AVCs a sensação de isolamento e ao mesmo tempo de pertencimento à raça humana,nunca ficou tão clara,parabéns,só mesmo uma pessoa tão sensível como você para escrever um texto assim.Apesar do curto,que bom ser uma clarabóia,ainda existe luz.Parabéns!

  10. Marilda Mitsui

    Rose,
    Parabéns!!! Texto maravilhoso, você conseguiu passar a aflição de uma pessoa em sofrimento, com dor e em pânico.
    Uma estréia sensacional! Espero a continuação.

    Beijos
    Marilda

  11. Roseli, parabéns pelo texto. Fantástico! Fiquei agoniado… Você tem muito talento e criatividade para escrever. Sucesso! Um grande abraço.

  12. Marcus Zittei

    Roseli!!!!!! fiquei com medo!!!!!

  13. Sheila Boesel

    Ótima estréia Roseli!!!

  14. Caraca! Que texto! Que agonia! Que loucura! Roseli,já pensou em fazer um curta com esse roteiro,alguém no metro passando por tudo isso…Pense ai!
    Demorei mas vim! E preciso voltar mais vezes…leitura prazerosa e rápida.

    bjs

    • Neli que bom ver você por aqui apreciando e curtindo nosso trabalho. Boa ideia a sua sobre o roteiro do curta. Algo a se pensar. Aguardo você nas próximas. Bjs

  15. Mandou bem, Roseli!!!
    Beijão,

    Dê Ranieri

  16. Roseli,
    Profundo e clara expressão de sentimentos
    para demonstrar a impossibilidade de comunicar a dor.
    Muito bacana sua crônica
    abraços
    Semíramis

  17. Margarete

    Rose,
    que agonia e quanto desespero!
    Parabéns pelo texto.
    Esse é o primeiro que fará parte de uma coletânea.
    Sucesso, sucesso, sucesso!!!
    Bjs.

  18. Rita Sousa

    Oi Roseli, texto maravilhosoooo, amiga só hoje tive como ler o seu texto estamos com atualização no sistema sophia ….kkkk parabens sucesso! Um forte abraço saudades ….

  19. Rita amiga querida! Não importa o tempo o importante é ter você por aqui. Obrigada pela visita, pelo comentário e aproveite e apareça sempre pra ler os meus textos e os dos colegas que são bem legais.
    Bjs

  20. Pingback: 1º Sarau Mundano – 26/04/2012: Coletivo Claraboia | Mundo Mundano

  21. Oi Roseli
    Nossa!!!!!!!!!!
    Seu texto me tirou o fôlego. Parabéns pelo seu conto.
    Bjs
    Debby 🙂

    • Oi Debby!
      Nossa! Fico muito feliz que tenha surtido essa reação em você. É sinal que consegui passar todo o desespero da personagem. Obrigada pela visita e comentário. Apareça sempre para ler outros textos meus e de meus colegas. Bjs

  22. Roseli, um texto excelente numa situação aflitiva muito bem descrita.Gostei de conhecer esse blog.Bjs e boa semana,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: